Como garantir a segurança de dados em dispositivos móveis?

Os smartphones e tablets modificaram a forma como muitas atividades são realizadas nas empresas. Indo além de simplesmente fazer ligações telefônicas, esses equipamentos permitem a realização de atividades administrativas, organização de tarefas, pesquisas na internet, acesso a conteúdos diversos etc.

Que as vantagens trazidas por eles são muitas, ninguém nega. Porém, é importante estar atento sobre os cuidados que devem ser tomados ao utilizar esses recursos. Afinal, como garantir a segurança em dispositivos móveis?

É essa pergunta que responderemos nos tópicos a seguir. Explicaremos sobre o uso e as tendências de dispositivos móveis nas empresas, os riscos que a falta de segurança apresentam, os principais cuidados que devem ser tomados e os plug-ins e serviços que ajudam na prevenção de problemas. Acompanhe!

O uso e as tendências de dispositivos móveis nas empresas

Os dispositivos móveis são vistos como facilitadores da comunicação e de outras atividades nas empresas. Como eles são práticos, nos libertando de fios e cabos, a maioria das pesquisas realizadas na internet já são feitas por meio de smartphones e tablets e não mais computadores de mesa.

Não é mais raro encontrarmos médicos, por exemplo, que já tenham abandonado os desktops e utilizem apenas tablets para consultar os prontuários de seus pacientes, checar resultados de exames etc. Essa é uma tendência cada vez mais forte nos próximos anos e deve se dissipar para praticamente todas as áreas do mercado de trabalho.

Outra tendência relevante é o Bring Your Own Device (BYOD), sistema de trabalho em que os funcionários das empresas levam os seus próprios dispositivos móveis para realizar trabalhos nas empresas.

O BYOD traz diversas vantagens para as organizações, como a familiaridade que as empresas têm com aquele equipamento. Além disso, a organização gera uma grande economia, pois o investimento em celulares corporativos pode ser bastante alto, principalmente para empresas que têm muitos funcionários que utilizem desse recurso, como os vendedores externos.

Além disso, existem outras tendências para o uso de dispositivos móveis na empresa, por meio de tecnologias como a realidade aumentada. Por meio desse recurso, é possível fazer visitas orientadas pelas dependências da empresa, por exemplo.

Riscos causados pela falta de segurança com dispositivos móveis

Trazendo novamente o BYOD à tona, essa prática, apesar de positiva, também pode apresentar alguns riscos para as empresas. Isso se justifica porque elas têm dificuldade para limitar o acesso a recursos pessoais do smartphone, que é do funcionário, em seu horário de trabalho.

Como é corresponsável legal, civil e criminalmente pela conduta de seus colaboradores durante a jornada de trabalho, se alguém tiver alguma postura criminosa na internet, a empresa também poderá ser responsabilizada por isso.

Além disso, no caso do BYOD, se não houver políticas de segurança claras ao acesso às redes wi-fi, pode ocorrer a contaminação de vírus de um equipamento para outro. Outro problema em relação a isso é a quebra do sigilo das informações.

Porém, os riscos não param por aí. As pessoas tendem a crer que os hackers acessam os seus smartphones para procurar algo muito específico, mas nem sempre esse é o objetivo.

Se perceber que 90% das mensagens trocadas no WhatsApp são com um mesmo contato, se sabe que essa pessoa é bastante próxima do titular daquele número. O principal risco, nesse sentido, é a manipulação da informação, pois ela pode ser roubada ou alterada maliciosamente.

Principais cuidados que devem ser tomados para a segurança em dispositivos móveis

Grande parte dos problemas de segurança em dispositivos móveis ocorre por conta da falta de comunicação nas empresas. Desse modo, um dos principais cuidados é evitar o desalinhamento dos processos comunicacionais.

Dentro e fora das empresas, as pessoas adotam comportamentos de risco, como o compartilhamento de fake news pelo WhatsApp, envio de arquivos não seguros por e-mail etc. De tal forma, o primeiro passo para garantir a segurança é conscientizar os funcionários sobre os seus próprios comportamentos, orientando-os sobre o que é adequado e o que não é ao utilizar a internet.

Também é preciso fazer com que os colaboradores compreendam que, se a empresa está implantando uma ferramenta de segurança de dados e gestão de informações, não significa que deseja espionar as suas atividades pessoais ou localização. Pelo contrário, nesses casos, a organização deseja apenas blindá-los de eventuais riscos, como o de terem informações vazadas.

A informação é algo intangível, por isso é importante que os colaboradores da empresa estejam atentos ao seu comportamento e atuação. O que pode não ser tão relevante individualmente, pode se tornar grave dentro de um contexto de ação criminosa.

Exemplo disso é o discurso de ódio nas redes sociais, pois uma frase mal interpretada pode parecer uma ameaça a alguém, que responsabilizará não apenas quem praticou tal ação, mas também a empresa em que esse colaborador trabalha, caso os posts tenham sido feitos em horário de trabalho, em um equipamento utilizado para fins profissionais.

Plug-ins e serviços gratuitos para melhorar a segurança

Por mais que existam plug-ins e serviços gratuitos para melhorar a segurança de dispositivos móveis nas empresas, ela só é mantida até certo ponto. Isso se justifica porque, dentro da segurança da informação, sempre há um buraco negro, provocado pelo próprio comportamento dos usuários.

Independentemente da tecnologia adotada, o usuário sempre poderá encontrar alguma brecha, caso o uso das ferramentas ou plug-ins ainda estiverem sob o seu controle. É por isso que a melhor solução para garantir a segurança é por meio de uma ferramenta de controle feito em massa e de forma remota.

Com esse tipo de sistema, a segurança é garantida, pois a própria empresa regulamenta algumas políticas que se tornam obrigatórias. No caso do uso de um antivírus, por exemplo, a organização pode exigir que todos os dispositivos de seus colaboradores sejam atualizados com a versão mais recente, de forma remota.

A segurança em dispositivos móveis, como você pode perceber, está relacionada a diversas questões. Porém, apenas com um sistema de gestão de dispositivos é possível ter resultados concretos e realmente seguros.

A Navita pode contribuir nesse sentido, oferecendo aos seus clientes um sistema de controle remoto, com os cuidados à distância pela pessoa responsável. Além disso, pode ajudar em outras questões, como no correto descarte dos equipamentos. Assine a nossa newsletter e receba as nossas novidades sempre em primeira mão, em seu e-mail.

15 de outubro de 20180

Adicionar comentário