Aprenda como iniciar um projeto de sucesso em Telecom!

Projetos, projetos, projetos. Quantas vezes você já desenhou um projeto de telefonia que não saiu do papel ou que no meio do caminho mostrou diversas fragilidades?

Esse é um risco que pode acontecer com frequência se, ao iniciar a gestão de telecom, o time responsável não der um passo atrás para analisar e planejar o escopo de cada trabalho, afinal, apesar de haver uma diretriz para a realização de projetos, cada job tem suas especificidades e requer um olhar específico.

Por isso, a gerente de Projetos da Navita, Elaine Oliveira partilhou sua experiência de 5 anos à frente da área de projetos da Navita e o que é imprescindível para implementar um projeto de gestão de telecom que funcione em todas as etapas da operação.

Confira a seguir:

Por onde começar?

Analise as necessidades e expectativas

Antes de tudo, para iniciar um projeto de gestão de telecom é necessário saber qual a expectativa da empresa, entender qual é o nível de maturidade da empresa para começar (se possui inventário atualizado, acesso às faturas eletrônicas, contratos com as operadoras atualizados e vigentes etc). Com essas informações em mãos, é possível medir o tempo e o esforço do projeto e dar um direcionamento mais assertivo para a implantação.

Defina os processos

Em uma segunda etapa o ideal é mapear os processos existentes e os ajustes necessários para obter processos mais efetivos.

Importante: processos claros e bem definidos reduzem o tempo das atividades operacionais e evita retrabalhos.

Próximos passos

Faça o controle das atividades

Centralizar todas as atividades em uma planilha facilita o controle e a gestão do projeto. Com ela, é possível ter, de forma rápida, clara e fácil, uma visão das atividades a serem realizadas, com os respectivos responsáveis e prazos de entrega. Manter a planilha atualizada e tomar as ações em tempo hábil reduz o risco de atraso no cronograma.

No final do projeto é importante gerar algumas documentações que serão disponibilizadas para o time operacional com as informações mapeadas, definidas e implementadas pelo tempo do projeto, bem como, as atividades que serão direcionadas a eles.

Cuidado, isso pode ser um problema!

A gerente da Navita chama a atenção para fatores que podem representar pontos críticos para o sucesso de um projeto. A carência de informações é, sem dúvida, um deles.

Quando o gestor não possui todas as informações para o início do projeto (inventário de usuários x linhas, faturas eletrônicas, contratos e tarifas vigentes das operadoras) vários problemas podem ocorrer no decorrer do projeto, como:

  • O inventário não atualizado impacta no rateio dos custos entre os usuários, já que os custos das linhas não cadastradas serão rateadas para as que possuem atualizações;
  • A falta de acesso às faturas eletrônicas impacta na execução das auditorias, contestações e rateio. É possível apenas controlar os custos das faturas e aplicar um rateio especifico no valor total da conta;
  • A não entrega dos contratos e tarifas vigentes impacta na entrega das auditorias e configuração do tarifador para telefonia fixa.

Outro ponto crítico é não seguir os processos

Acompanhar os processos definidos em tempo de projeto pode evitar problemas no resultado da operação, pois são eles que contribuem para definir as atividades e entregáveis: atualização recorrente do inventário, entrega do relatório de auditoria, abertura do chamado de contestação na operadora e disponibilização do relatório de rateio.

E, por fim, parte primordial para o sucesso do projeto é entregar um relatório final de resultados e seguir, já em operação as recomendações do relatório mensal.

Com essas informações em mãos, basta aplicar essas dicas para os projetos de sua empresa e obter os resultados esperados.

Complemente seu conhecimento com mais este material: MANUAL NAVITA- Implementando um projeto de gestão de telecom

Te desejamos sucesso!

Powered by Rock Convert

Adicionar comentário