Faça do smartphone um aliado, e não um inimigo de seus filhos

Um aplicativo de controle parental pode ser baixado no dispositivo do seu filho, seja no computador, no smartphone ou tablet. Ele fornecerá acesso remoto ao dispositivo, permitindo controle, bloqueio ou gerenciamento de determinados recursos que ajudam zelar pela segurança e o bem-estar da criança no ambiente virtual.

Suas funções variam de acordo com o aplicativo que você escolher utilizar, no entanto, há uma variedade de recursos principais que eles fornecem. Dentre eles, é possível configurar cronômetros personalizados que podem limitar horários para o acesso de certos aplicativos, criar cercas de localização (geofencing) configurando grades para que um alerta seja enviado caso a criança monitorada entre em determinado espaço, configurar permissões para o download de aplicativos e outras funcionalidades interessantes.

Em entrevista ao Gizmodo, a autora sênior Pamela Wisniewski, professora assistente de engenharia e ciências da computação da Universidade da Flórida Central, comentou que “os pais não deveriam tratar estes aplicativos de controle parental como uma varinha de condão que irá manter seus adolescentes a salvo online”. Apesar da relevância destes recursos, se o uso destes aplicativos não for associado a um contato próximo e ao diálogo, eles podem provocar afastamento entre os familiares, uma vez que o filho pode se sentir “controlado” e vítima de desconfiança, o que não é a intenção do monitoramento inteligente.

Se o controle e monitoração remota de dispositivos pode trazer benefícios para sua família, isto também se estende ao meio corporativo. Respeitando a privacidade e a função exercida por cada colaborador, é possível aplicar um conceito parecido com o intuito de impulsionar a produtividade e evitar custos desnecessários com a mobilidade corporativa. A Navita, empresa especializada em mobilidade corporativa e gestão de custos de TI com mais de 16 anos de mercado, pode ajudar na implementação de soluções deste tipo.

Powered by Rock Convert
21 de dezembro de 20180

Adicionar comentário