EMM – Qual a evolução no gerenciamento de dispositivos móveis?

O que acontece quando uma grande rede varejista tem que atualizar um aplicativo em todos os 6 mil smartphones e tablets que estão em campo? Provavelmente ela usará uma plataforma de EMM.

Portanto não há como ignorar o fato de que a mobilidade corporativa tem crescido em importância e continuará assim no futuro próximo. Graças a evolução da tecnologia digital é possível fazer o gerenciamento de um parque de Telecom com um simples clique em um software.

Da enfermaria do hospital aos congressos médicos, do centro de distribuição ao lojista do varejo, do executivo aos colaboradores que trabalham em campo, todos se beneficiam do acesso móvel a aplicativos corporativos.

Disponível durante 24 horas por dia, 7 dias por semana, onde quer que estejam: no escritório, na estrada ou em casa, o acesso é feito usando dispositivos móveis pessoais ou fornecidos pela empresa em uma ampla gama de plataformas.

O antigo MDM deu lugar ao EMM

A gestão de dispositivos móveis foi avançando na mesma proporção que novas tecnologias foram sendo implementadas nas empresas.

O EMM – Enterprise Mobility Management – surgiu para atender às novas necessidades corporativas, para gerenciar não apenas o parque de Telecom como também as aplicações, os ativos de TI e toda a política que envolve esses recursos em uma empresa. Mas nem sempre foi assim.

No passado, isso era feito pelo MDM – Mobile Device Management – mas hoje o EMM se tornou o aliado estratégico para a gestão eficiente dos ativos móveis, entregando uma solução que contempla, inclusive, a segurança da informação. O efeito prático dessa evolução é visível quando as empresas comprovam que hoje é praticamente inconcebível que elas tenham sua operação interrompida, por qualquer problema que seja, como ocorria há alguns anos.

O futuro no gerenciamento de dispositivos móveis já chegou

A revolução móvel está aí, moldando o futuro dos negócios a todo vapor. Onde antes existia apenas recursos para monitorar e proteger os dispositivos conectados, hoje há como fazer um inventário seguro de todos os dispositivos móveis, proteger dados corporativos e do colaborador, oferecer suporte técnico aos dispositivos e usuários, realizar auditoria, rastreamento e gerar relatórios de tudo isso.

O EMM se tornou o ponto máximo da evolução no gerenciamento de ativos móveis. Além de possibilitar a gestão de Telecom, ele oferece recursos para gerenciar aplicações, ativos de TI e de toda a política que envolve esses recursos em uma corporação.

Conheça as ferramentas mais avançadas para a sua gestão a seguir:

Gerenciamento de dispositivos móveis (MDM)

O MDM – Mobile Device Management – fornece inventário, gerenciamento de configuração do sistema operacional, provisionamento e desprovisionamento de dispositivos, remoção, visualização/controle remoto para solução de problemas. Saiba mais sobre o MDM aqui.

Gerenciamento de conteúdo (MCM)

As ferramentas EMM usam o MCM para gerenciar regras de acesso para distribuição de conteúdo em dispositivos móveis. Podem ser atribuídas políticas, incluindo chaves de criptografia independentes do dispositivo, autenticação, regras de compartilhamento de arquivos e até mesmo a integração com sistemas de gerenciamento e distribuição de terceiros, entre outros recursos. As possibilidades são muitas e incluem desde perfis restritivos a simples controle de funcionalidades.

Gerenciamento de aplicativos móveis (MAM)

O MAM aplica a funcionalidade de gerenciamento e controle de políticas a aplicativos individuais, que são entregues por meio de uma loja de aplicativos corporativos e são gerenciados localmente em dispositivos por meio do console do EMM. Pode fornecer recursos analíticos para ajudar os administradores e proprietários de aplicativos a entender os padrões de uso, entre outros recursos.

Identidade móvel (MI)

As ferramentas EMM provêm controle de acesso e garantem que apenas dispositivos e usuários confiáveis acessem aplicativos corporativos ajudando a gerenciar funções e identidade e acesso (IAM), como certificados de usuário e dispositivo, assinatura de código de aplicativo, autenticação e logon único (Single Sign On – SSO).

Quer saber mais sobre esse tema? Acesse o nosso material O impacto da evolução na gestão dos dispositivos móveis para sua empresa.

Leia também:
Saiba mais sobre o EMM para projetos de baixa e média complexidade.
O MDM morreu? Veja o que dizem os nossos especialistas.

Powered by Rock Convert
12 de março de 20190

Adicionar comentário