Navita: 14 anos de estrada

Roberto Dariva, CEO da Navita

Em janeiro de 2003, quando Fabio Nunes e eu decidimos fundar a Navita, não fizemos um planejamento de 15 anos para saber o que faríamos em 2017. Isso nem faria sentido. Mas ao longo desses 14 anos que completamos no início do mês de janeiro (2017), vivenciamos várias fases e nesse tempo todo, sempre buscamos nos adaptar rapidamente e inovar, ouvindo nossa maior fonte de inspiração: os nossos clientes! Afinal, a vida é uma fusão de fases por que passamos e podemos superar!

Começamos criando um software para acelerar a construção de portais e intranets, que foi a solução líder da empresa até 2008. Acabou perdendo relevância porque em 2006 percebemos a chegada da BlackBerry (Research In Motion na época) no Brasil e vimos uma nova oportunidade de mercado. Enquanto outras empresas enxergavam a mobilidade como aplicativos para força de vendas, nós enxergamos a oportunidade de ajudar nossos clientes a melhorarem a performance de seus colaboradores através do uso e do bom gerenciamento dos dispositivos móveis (MDM – Mobile Device Management). Vendemos a área de Portais para a espanhola Agile Contents e decidimos focar 100% em mobilidade. Fomos pioneiros nesse mercado e conforme avançamos, percebemos que a telefonia móvel e os novos smartphones e tablets, traziam também custos altíssimos para nossos clientes e percebemos que tínhamos que ajudá-los a ser eficientes também na gestão desses gastos. Começamos, então, a gerenciar os gastos de telecomunicações (2010) e alguns anos depois, compramos a ISTech, empresa de gerenciamento de gastos de telecom da Informatec e passamos a ter nosso próprio software para TEM (Telecom Expense Management).

Em 2009, recebemos nosso primeiro investidor, a Invest Tech, e a gestão da Navita passou a ser muito mais profissional e elaborada. Em 2014, fizemos uma segunda rodada de investimentos onde recebemos a Intel Capital e a Ória Capital, ambos chegaram para nos ajudar a criar a nova versão do nosso software, o Navita Connect, que hoje integra MDM, TEM e IoT (Internet of Things ou Internet das Coisas) e que foi adotado no começo de 2016 pela Telefonica como sendo seu software padrão para gerenciamento da mobilidade corporativa, globalmente. Hoje temos usuários do Navita Connect em diversos países e continentes e todos os meses, novos usuários em novos países são adicionados.

As operadoras sempre foram nosso canal mais importante, atuamos com algumas delas no Brasil e também com as operadoras da Telefónica em seus mais de 10 países. Mas em 2016 começamos a estabelecer parcerias estratégicas com integradores de software em distintas regiões do Brasil. Eles nos ajudam a atender os clientes através da combinação Navita/Software + Parceiro/Serviço e para nossa felicidade temos encontrado diversos parceiros que entregam serviços de qualidade em praticamente todas as regiões do Brasil.

Outro dia um amigo me perguntou se eu não estava cansado por trabalhar 14 anos na mesma empresa. Eu nunca tinha pensado sobre isso. E a resposta foi automática: “eu trabalho numa empresa que me permite aprender todos os dias, seja através de novas tecnologias, através dos novos desafios que os clientes nos oferecem ou através dos outros colaboradores da empresa. Então, eu me sinto como se trabalhasse cada dia numa empresa diferente!”. Isso é a mais pura verdade e posso dizer que todos nós da Navita ainda vamos aprender muito em 2017, com novas culturas por causa da internacionalização, com a Internet das Coisas que ainda está apenas no começo, com novos dispositivos que foram e serão lançados e precisarão ser gerenciados pelas empresas, além dos novos desafios que surgirão todos os dias quando se trabalha numa empresa que atua num mercado que não pára nunca, um mercado literalmente móvel!

Um excelente 2017 para todos!

 

Adicionar comentário