Bloqueio de Aplicativos: Conheça as diferenças no ambiente corporativo e para uso pessoal

Com a popularização dos Smartphones e Tablets, uma verdadeira revolução aconteceu. A mobilidade tornou-se essencial para a vida de todos. Esses dispositivos fazem parte do nosso cotidiano, e nos ajudam nas mais variadas tarefas, tanto em nossa vida pessoal quanto profissional.

Desde comprar algum produto, contratar um serviço, pagar contas, chamar o taxi, até tarefas de trabalho como: Gerenciar a agenda, controlar uma equipe, editar planilhas, documentos etc.

Manter a privacidade e a segurança é a principal preocupação de pessoas e empresas. Ninguém deseja que seu dispositivo seja acessado indevidamente ou ter a sua privacidade prejudicada.

Para se ter uma ideia de como as empresas estão cada vez mais preocupadas com a sua segurança, segundo o Gartner, em 2018 foram investidos U$ 93 bilhões de dólares em segurança da informação em todo mundo, e o Brasil teve um aumento de 12% em seu investimento com relação ao ano anterior.

Portanto, manter a segurança do seu dispositivo é algo primordial e o bloqueio de aplicativos é uma camada adicional que podemos utilizar para manter os dados seguros, além de aumentar a produtividade.

Mas existe uma grande diferença entre a utilização do bloqueio de aplicativos para uso pessoal e no ambiente corporativo.

É isso que vamos descobrir neste artigo, quais são as vantagens e diferenças do bloqueio de aplicativos para uso pessoal e no ambiente de trabalho.

Bloqueio de Aplicativos: Para uso pessoal

Atualmente todos os dispositivos modernos já vem com vários mecanismos para proteger a privacidade dos seus donos. O bloqueio de tela é a principal barreira para evitar que seus dados fiquem expostos. Existem vários métodos diferentes para fazer o desbloqueio, como: reconhecimento facial, desbloqueio por biometria, PIN, desenho etc.

O bloqueio de aplicativos pode trazer uma proteção adicional, evitando acessos indesejados a apps, pastas e outros arquivos, mantendo sua privacidade e segurança.

IOS (Iphone e Ipad)

Apesar de não ter o nome de bloqueio de aplicativos, através da guia “Restrições”, é possível limitar diversos tipos de acessos.

A guia “Restrições” é um mecanismo utilizado para controlar os acessos em seu dispositivo. Através desse recurso é possível limitar o acesso a aplicativos, monitorar navegação, restringir conteúdos impróprios, e muito mais.

Utilizando essa funcionalidade, você poderá aumentar a segurança e a privacidade do seu dispositivo móvel.

Ativar as “Restrições” em versões antigas do IOS:

  1.         Vá em “Ajustes” > “Geral” > “Restrições”;
  2.         Clique em “Ativar Restrições”;
  3.         Digite sua senha e selecione os apps que deseja limitar o acesso;
  4.         Escolha qual será o tipo de conteúdo a ter acesso e sua classificação.

Ativar o “Tempo de Uso” em novas versões do IOS:

A guia “Restrições” foi adicionada em “Tempo de Uso” em novas versões do IOS. Essa nova guia, além da proteção e privacidade, tem como foco principal a produtividade, sendo possível saber quanto tempo é gasto em cada aplicativo, além das funcionalidades já conhecidas como: Restrições de acessos, de aplicativos e configurações. Para acessar:

  1.         Clique em “Ajustes” > “Tempo de Uso”;

Além de saber quanto tempo passa em cada aplicativo, é possível fazer diversas configurações: Desde o bloqueio de aplicativos, limitar acessos, bloquear a compra no ITunes e App Store, restringir diversos tipos de conteúdo, restringir configurações etc.

Um dos recursos mais interessantes é o modo “Repouso” e o “Limite de Apps”. Com esses dois recursos, é possível aumentar a produtividade, limitando a utilização dos aplicativos por determinado período ou por tempo de utilização.

Android (Celulares, Tablets e outros dispositivos)

Diferente do Iphone ou Ipad, não são todos os celulares e tablets com sistema Android que possuem nativamente o bloqueio de aplicativos. Por esse motivo, vamos apresentar as melhores opções disponíveis para download na Play Store.

Conheça os principais apps de Bloqueio de Aplicativos

Bloqueio: AppLock

O Bloqueio: AppLock do fabricante SpSoft, está entre as melhores opções e é um dos mais simples de ser configurado, primeiro, você deve definir uma senha mestra (PIN) e selecionar os aplicativos que deseja bloquear. Caso alguém use o seu dispositivo e tente acessar o aplicativo bloqueado, o acesso só será liberado após digitar a senha corretamente.

Além disso, você pode definir o bloqueio de um aplicativo em determinado horário. Por exemplo, se você deseja que os aplicativos fiquem bloqueados de 9:00 às 18:00 horas, é possível.

Para manter a privacidade ou aumentar sua produtividade, você também pode bloquear as notificações, evitando distrações ou que pessoas leiam indevidamente alguma notificação importante, por exemplo, do WhatsApp.

Também existem opções de bloqueio do sistema, sendo possível bloquear acesso ao: Wifi, Bluetooth, Chamadas Recebidas, Instalação de Aplicativos, Conexão USB etc.

E todas essas configurações podem ser atribuídas a diferentes perfis, que são úteis para determinadas situações, por exemplo, é possível criar um perfil específico para quando se está no trabalho, ou caso deixe o seu dispositivo com uma criança. A sua criatividade e necessidade determinará qual a melhor forma para se criar um perfil.

Por fim, temos o Observador, que faz o monitoramento de intrusos, caso um indivíduo tente acessar um app sem autorização, errando a senha de acesso, o aplicativo faz uma foto ou vídeo do intruso.

Disponível para Android.

Bloqueio (AppLock)

O Bloqueio (AppLock) do fabricante DoMobile Lab, é uma das soluções mais completas dentre todas as outras opções. Com uma interface intuitiva e simples, o app conta com diversos recursos, trazendo mais segurança, privacidade e produtividade para o seu dispositivo móvel.

Assim como os seus concorrentes, o Bloqueio de Aplicativos pode ser feito por desenho, PIN (senha de dígitos) ou biometria. O aplicativo também conta com desbloqueio por hora, criação de perfis e o bloqueio de configurações, como: Configurações gerais do telefone, bluetooth, wi-fi e sincronização automática.

Além disso, é possível bloquear o acesso ao Google Play Store, impedindo a instalação ou desinstalação de apps.

Outro recurso interessante, é a proteção de notificações, por exemplo, o WhatsApp pode exibir suas mensagens através de pop-ups, trazendo mais velocidade e praticidade para o seu bate papo. Porém, em mãos erradas, essa opção pode prejudicar a sua privacidade, permitindo que usuários indesejados leiam suas conversas.

Ativando o bloqueio de notificações, somente usuários autorizados, terão acesso à essas conversas do WhatsApp, ou em qualquer outro tipo de alerta que seu dispositivo móvel fizer. Esse recurso também ajuda a melhorar a sua produtividade, evitando distrações desnecessárias.

O aplicativo também conta com recursos adicionais, como modo cofre, que você pode proibir o acesso à vídeos e fotos, a navegação privada, e a proteção contra invasores, no qual é possível tirar uma selfie de usuários não autorizados, caso algum aplicativo ou o seu dispositivo seja acessado indevidamente.

Em sua versão paga, o aplicativo não possui anúncios, conta com diferentes temas e possui suporte exclusivo.

Disponível para Android.

AppLock – Bloqueio de Aplicativos, Proteção de App

O AppLock – Bloqueio de Aplicativos do fabricante HyperSpeed, também é outra opção com excelentes avaliações e alta pontuação na Play Store.

O Aplicativo conta com um design limpo, leve e objetivo, sendo de fácil entendimento com pouco tempo de uso.

Uma das opções mais interessantes após ativar o app pela primeira vez, é a sugestão de Bloqueio de Aplicativos de acordo com as estatísticas de outros usuários, desta forma, você consegue ter uma visão geral de quais aplicativos deve bloquear.

O Bloqueio de Aplicativos pode ser feito utilizando código PIN, biometria ou desenho na tela, você também pode recuperar a senha respondendo à pergunta de segurança.

Além disso, é possível usar o Bloqueio Disfarçado. Se algum intruso tentar executar um aplicativo bloqueado, o AppLock gera um travamento falso no app, enganando o intruso e não permitindo que o aplicativo seja executado.

Também é possível tirar uma selfie desse intruso, quando ele tentou executar um aplicativo bloqueado.

O AppLock também possui funções de gerenciamento do telefone, verificação de temperatura da CPU, modo de economia de bateria, limpeza de arquivos e otimização da memória.

Disponível para Android.

Bloqueio de Aplicativos – Com impressão digital

O Bloqueio de Aplicativos – Com Impressão Digital do desenvolvedor Kylian Mbapee, também é mais uma opção com ótimas avaliações e nota na Play Store.

Assim como o AppLock da HyperSpeed, na primeira vez que o aplicativo é iniciado ele sugere os principais apps que devem ser bloqueados.

A única diferença para o seu concorrente é que esse app possui o bloqueio de notificações, desta maneira, é possível evitar que desconhecidos leiam notificações importantes em seu sistema e que você perca o foco, trazendo mais segurança e produtividade.

O Bloqueio de Aplicativos pode ser feito por desenho na tela, código PIN e biometria. Além disso, o app também conta com a customização de sua interface através de temas.

Disponível para Android.

Norton App Lock

Até a Symantec desenvolveu a sua própria versão do Bloqueio de Aplicativos (AppLock), o Norton App Lock. Para quem não se lembra, a família de produtos Norton é uma das mais famosas quando falamos de Antivírus e Firewall.

O Norton App Lock tem ótima nota e avaliações nas lojas de aplicativos. Assim como alguns de seus concorrentes conta com uma interface simples e limpa. É possível fazer o desbloqueio dos aplicativos por senha, desenho ou biometria.

O app também faz uma recomendação de quais aplicativos devem ser bloqueados e tira foto do intruso que tentar acessar aplicativos sem permissão. É possível impedir a desinstalação do AppLock caso não seja o administrador do sistema.

Sua simplicidade e objetivo são seus diferenciais, por isso, o Norton AppLock (Bloqueio de Aplicativos) não conta com recursos além do esperado.

Disponível para Android.

Bloqueio de Aplicativos para produtividade

Os dispositivos móveis eram para ser nossos grandes aliados, facilitando nosso cotidiano e simplificando nosso trabalho. Com eles, poderíamos ser muito mais produtivos, tendo verdadeiros computadores na palma de nossas mãos, sendo possível fazer praticamente tudo.

Mas ao longo do tempo, descobrimos que esses dispositivos podem ter efeito contrário, nos tornando ainda mais improdutivos.

As milhares de informações, feeds, redes sociais e notificações, chamando a nossa atenção a todo instante, fazem com que nosso tempo seja consumido criando constantes distrações.

O cenário é tão caótico, que as pessoas começaram a perceber que perdiam horas e horas do seu dia, sem fazer nada.  E, as empresas notaram que a falta de produtividade por parte dos seus colaboradores, causavam enormes prejuízos.

Por esse motivo, a indústria começou a se conscientizar e criar soluções que possam ajudar a tornar o nosso dia-dia mais produtivo com a utilização dos dispositivos móveis.

Para IOS: Iphone e Ipad

A difusão da falta de produtividade pela utilização excessiva dos celulares foi tão grande, que até Apple resolveu adotar uma medida em seu sistema operacional (IOS) para conscientizar os usuários.

Na versão mais recente do seu sistema operacional, em Ajustes, é possível encontrar a funcionalidade: “Tempo de Uso”.

O “Tempo de Uso”, agrega diversas funções diferentes, mas o seu principal objetivo está na produtividade. Com esse recurso é possível saber quanto tempo você utilizou, por exemplo, o WhatsApp, Facebook, ficou navegando na internet etc.

Desta forma, é possível fazer o auto monitoramento de quais apps você mais utiliza. Sendo assim, você consegue ter uma visão do que é importante ou não para o seu dia a dia.

Caso você perceba que alguns apps estão atrapalhando a sua produtividade, você pode limitar a sua utilização, por um determinado período, por um intervalo de horário ou até bloquear totalmente.

Esse recurso está disponível nativamente nas novas versões do IOS da Apple, então você pode utilizar em seu Iphone ou Ipad quando quiser.

Para Android: Smartphones e Tablets

O Android ainda não possui esse recurso nativamente, mas existem diversos aplicativos focados em produtividade, para que você possa fazer esse auto monitoramento. Vamos apresentar, os mais famosos aplicativos de bloqueio para produtividade.

Screen Time – Controle Parental e Restrição Pessoal

A diferença do Screen Time – Controle Parental e Restrição Pessoal, para os demais apps que fazem o Bloqueio de Aplicativos, é que seu foco está na produtividade, não na segurança e privacidade.

Com uma interface simples e limpa, em sua tela inicial o aplicativo apresenta uma visão detalhada da utilização do telefone em cada hora, e quais aplicativos foram abertos.

Também é possível filtrar pelos últimos 7 dias de uso. Verificando as estatísticas e tendências no uso dos aplicativos da última semana.

Desta forma, você vai conseguir saber quanto tempo passa em cada aplicativo e quais são os horários de pico. Com essa visibilidade de utilização, é possível saber seus hábitos e como você utiliza o celular, portanto, poderá fazer uma autoavaliação comportamental da sua relação com a tecnologia.

Será que estou utilizando o celular tempo demais? Será que os aplicativos que acesso constantemente me trazem benefícios? Será que estou passando muito tempo nas redes sociais? Estou sendo produtivo no meu horário de trabalho?

Essas são perguntas facilmente respondidas ao olhar a tela inicial do Screen Time. O aplicativo também ajuda classificando por categoria cada app utilizado, mas caso seja necessário mudar a classificação de algum app manualmente, também é possível.

Para Bloquear os Aplicativos, você acessa a guia “Limite” e pode limitar a sua utilização por tempo e dias da semana. O bloqueio pode ser feito por aplicativo ou categoria de aplicativos.

O app também apresenta uma barra fixa em notificações, exibindo o quanto tempo você utilizou o celular durante o dia, e qual categoria de aplicativos você mais acessou.

O Screen Time é uma excelente opção para compreender seus vícios e hábitos diante da tecnologia e excesso de uso dos dispositivos móveis. Utilizando o aplicativo, você poderá gerenciar melhor o seu tempo e se tornar mais produtivo durante o dia.

Disponível para Android.

Digitox – Bem-Estar: Tempo de Tela

O Digitox – Bem-Estar: Tempo de Tela, é muito semelhante ao Screen Time, e está muito bem avaliado na Play Store. Com foco na produtividade, seu diferencial fica por conta de sua interface, simples, colorida e moderna. Possui um Widget de monitoramento que pode ser adicionado a tela inicial do seu smartphone.

Com ele é possível monitorar o total de horas que utilizou o seu dispositivo móvel e quais foram os horários de pico. Além disso, é possível monitorar o consumo de dados (móvel ou Wifi).

O Digitox classifica os aplicativos por categorias, por exemplo: Jogos, música, fotos e vídeos, comunicação social, produtividade, educação, compras etc.

Sendo assim, você pode visualizar as informações de utilização e definir o limite diário por aplicativo ou categoria.

Disponível para Android.

ActionDash – Bem-Estar digital e Tempo de Tela

Assim como os demais aplicativos, o foco principal do ActionDash: Bem-Estar Digital e Tempo de Tela, é em produtividade. Sua interface não é tão simples quanto a dos anteriores, porém, o aplicativo conta com muito mais recursos, customizações e relatórios.

Com ele é possível ter relatórios completos do uso diário, semanal ou de hora em hora do seu dispositivo móvel e aplicativos, estatísticas detalhadas sobre o desbloqueio, duração de cada sessão, número de notificações, quantos aplicativos foram utilizados no dia e até o número de vezes que você abriu cada app.

Em sua versão Plus, é possível acessar o “focus mode”, no qual você bloqueia o seu smartphone de qualquer tipo de distração, além disso, é possível agendar quais os melhores horários para entrar no “focus mode”.

Ele também conta com recursos de privacidade, oculta aplicativos, cria relatórios com mais de uma semana de utilização, possui personalização avançada e autenticação biométrica.

Um dos recursos mais interessantes é o backup de configurações. Essas configurações, podem ser salvas e restauradas automaticamente utilizando a sua conta do Google, através do Google Drive.

Disponível para Android.

Bloqueio de Aplicativos: Para uso Corporativo

Quando falamos em privacidade de dados, segurança e produtividade em dispositivos móveis pessoais, tudo é mais simples e fácil. Agora tente imaginar, ao invés de um único dispositivo móvel, dezenas, centenas ou até milhares deles.

Nos dias de hoje, é comum em qualquer empresa, que esses aparelhos permaneçam constantemente conectados, compartilhando informações através de apps, arquivos, e-mails, servidores etc.

Em uma organização de médio ou grande porte, podemos ter uma situação ainda mais complexa, imagine o seguinte cenário: Uma empresa possui sua matriz em São Paulo, e tem diversas filiais por todo Brasil. Sendo assim, temos inúmeros setores, departamentos, e colaboradores por todo território nacional.

A empresa disponibiliza para alguns colaboradores Smartphones e Tablets, outros utilizam os seus próprios dispositivos para trabalhar. Além disso, cada filial deve ser ligada com a matriz, porém, cada uma possui suas peculiaridades, como por exemplo: Um ambiente de rede e servidores próprios.

Como gerenciar todos esses dispositivos móveis em um ambiente complexo de forma eficiente?

Foi para solucionar esse tipo de problema, que surgiram as ferramentas de MDM.

O que é MDM?

Fica claro que aplicativos de bloqueio simples para uso em smartphones pessoais, não são as melhores opções para o ambiente corporativo, pois não atendem todas as necessidades.

Além disso, sabemos que nos dias de hoje, com tantas informações circulando e se modificando constantemente, é preciso ser dinâmico e ágil, o trabalho não fica mais restrito somente ao seu local físico. Com a competição acirrada e clientes cada vez mais exigentes, é preciso resolver os problemas que surgem de forma imediata.

É nesse cenário que os dispositivos móveis se tornaram tão importantes no ambiente corporativo.

Com smartphones e tablets, é possível estar sempre conectado e resolver a maioria dos problemas, desde: Responder um e-mail, visualizar e editar um documento/planilha, delegar uma tarefa em um workflow, trocar mensagens em um grupo de trabalho, acessar um servidor etc. Através desses dispositivos, tudo isso pode ser feito na palma da sua mão.

MDM é um acrônimo para Mobile Device Management, que em português significa Gerenciamento de Dispositivos Móveis. São soluções completas, projetadas para ajudar no gerenciamento, controle e proteção de dispositivos móveis.

Com esse tipo de solução, é possível ter: Relatórios, inventário, localização de dispositivos, gerenciamento de aplicativos, configurações automatizadas, políticas de segurança e uma série de outros recursos que permitem uma melhor compreensão de como os dispositivos são usados, ajudando a organização a ter maior controle e planejamento.

Uma solução MDM traz aumento de segurança para o ambiente, minimiza o tempo de inatividade, simplifica as demandas com suporte técnico, faz com que os colaboradores sejam mais produtivos, reduz custos etc. Todos esses benefícios tornam a mobilidade uma verdadeira aliada de qualquer organização.

Conheça os benefícios do MDM (Gerenciamento de Dispositivos Móveis)

Mais Segurança

Atualmente temos cada vez mais dispositivos conectados, e com a adoção da prática de BYOD (Bring Your Own Device – Traga o seu próprio dispositivo), ficou cada vez mais difícil manter a privacidade e a segurança dos dados de uma organização. Outro problema com relação à segurança, é quando um celular é roubado ou com a saída de um colaborador.

Uma plataforma de MDM pode ajudar aumentando a segurança e a privacidade, evitando o vazamento de dados corporativos. Com a adoção de políticas de segurança é possível, bloquear e deletar arquivos, restringir o acesso a diversos recursos, criar políticas de senha, limitar o acesso a serviços da organização fora do horário de trabalho, bloquear aplicativos, e muito mais.

Em caso de roubo, é possível bloquear o smartphone, deletar o perfil de trabalho ou até mesmo apagar todos os dados remotamente.

Também temos outro cenário, no qual o colaborador utiliza o seu próprio telefone para o trabalho (BYOD – Bring Your Own Device), em caso de desligamento é preciso bloquear o acesso aos dados da empresa, através do Work Profile (Perfil de trabalho) é possível deletar dados e remover os acessos sem interferir no perfil pessoal.

Aumento de Produtividade

Quando os dispositivos móveis chegaram ao ambiente corporativo, a ideia que se tinha, era que todas as pessoas se tornariam muito mais produtivas. Porém, a realidade não se mostrou tão empolgante quanto a teoria.

Com o excesso de informações chegando o tempo todo, e com as constantes distrações causadas, por exemplo, pelas redes sociais, mensageiros, jogos, e outros aplicativos não relacionados ao trabalho, fizeram com que as pessoas se tornassem muito mais improdutivas do que antes.

Organizações do mundo todo começaram a prestar atenção nesse tipo de comportamento. Estudos provam que o Brasil é um dos países que passa mais tempo conectado, e em muitos casos, em horário de trabalho. A falta de produtividade pelo uso indiscriminado de dispositivos móveis, causa prejuízos ao redor do mundo.

Fazendo uma gestão de mobilidade eficiente, é possível restringir o acesso a aplicativos e sites que não são relevantes para o ambiente de trabalho, além de bloquear outros recursos indesejados.

Assim, os colaboradores se tornam muito mais produtivos, focando em suas atividades e tarefas.

Redução de Custos

Em qualquer empresa, uma das principais preocupações é reduzir custos desnecessários, e isso não é diferente quando falamos de mobilidade. Porém, o grande desafio de qualquer gestor é saber como ter transparência no que é gasto com dispositivos móveis em sua organização.

O MDM pode ajudar a empresa a ter uma real visão de seus gastos em mobilidade. Através desse tipo de solução é possível reduzir custos com o uso de dados indevidos, controlando os aplicativos que os usuários usam e que consomem a franquia contratada.

Também é possível adotar uma política de BYOD (Bring Your Own Device – Traga o seu próprio dispositivo) evitando custos muito altos com a compra de dispositivos corporativos.

Fazendo com que os colaboradores possam utilizar os seus próprios dispositivos para o trabalho, porém, é preciso ser cauteloso nesse tipo de prática, é necessário criar políticas de controle, separando quando é possível ou não utilizar aplicativos e dados corporativos.

Simplificação de Demandas

Gerenciar manualmente os dispositivos de uma organização, pode ser extremamente exaustivo para uma equipe de TI. Conforme a organização cresce, o número de colaboradores aumenta e naturalmente o número de dispositivos móveis também, tornando praticamente impossível fazer o gerenciamento de forma manual.

Com uma solução de MDM é possível simplificar esse tipo de trabalho, a equipe contará com uma ferramenta unificada, trazendo informações dos dados e de todos os dispositivos móveis disponíveis.

Deste modo, o gerenciamento, suporte e manutenção, podem ser feitos por uma equipe reduzida e mais eficiente, diminuindo o esforço para o trabalho e erros do cotidiano.

Eficiência na Tomada de Decisões

Com uma solução MDM é possível ter uma real visão da mobilidade de uma organização. Aliado ao planejamento e governança, é possível melhorar a visibilidade e a qualidade das informações disponíveis.

Essa prática ajudará a empresa na tomada de decisões futuras, incluindo esse tipo de informação no BI (Business Intelligence), sendo essencial para ter dados mais concretos sobre toda a organização.     

Do MDM ao EMM

De forma simplificada o EMM (Enterprise Mobility Management – Gerenciamento de Mobilidade Corporativa) é a evolução do MDM (Mobile Device Management).

Uma solução MDM é focada no dispositivo, permitindo por exemplo, configurar o acesso ao Wi-Fi, instalar e gerenciar aplicativos corporativos, bloquear e limpar um dispositivo se ele for roubado ou perdido etc. Suas funcionalidades são focadas em rastrear, proteger e gerenciar os dispositivos móveis.

Nos últimos anos, os smartphones e tablets estão cada vez mais populares, e essa nova realidade fez com que a demanda pelo desenvolvimento de aplicativos se torna-se cada vez maior.

A transformação digital, fez com que smartphones e seus aplicativos sejam utilizados em todos os setores e por todos os tipos de profissionais, desde o médico ao gerar uma receita para o seu paciente, passando por uma entrega feita pelos correios, até um advogado ou uma comanda em um restaurante.

Com essa nova realidade, o gerenciamento focado somente nos dispositivos móveis não era mais o suficiente. Novas necessidades surgiram e para atender às demandas corporativas cada vez mais complexas, seria necessário evoluir o MDM, foi então que surgiu o EMM.

Agora, o mais importante é gerenciar todo o conteúdo gerado por esses dispositivos. Com o EMM, é possível, gerenciar seus aplicativos, suas configurações e os dados corporativos, mantendo a segurança, integridade e privacidade dos dados.

Componentes do EMM (Enterprise Mobility Management)

O EMM, reúne um conjunto de serviços, processos e tecnologias focados para proteger dados corporativos em dispositivos móveis, criando um ciclo de gerenciamento de mobilidade. Dentre essas tecnologias podemos destacar:

  • MAM (Mobile Application Management – Gerenciamento de Aplicativos Móveis);
  • MCM (Mobile Content Management – Gerenciamento de Conteúdo Móvel);
  • MIM (Mobile Identity Management – Gerenciamento de Identidade Móvel).

MAM (Mobile Application Management)

Os aplicativos se tornaram o principal foco dos dispositivos móveis, com eles podemos ter uma grande variedade de recursos na palma de nossa mão.

Com o MAM, esses aplicativos podem ser utilizados de forma segura e eficiente no ambiente corporativo, para isso, é necessário controlar sua distribuição, seu versionamento, instalação, desinstalação, atualização, configuração e fazer o inventário das instalações.

O gerenciamento e controle, pode ser feito por uma loja de aplicativos, além disso, é possível aplicar políticas de segurança, para remover esses aplicativos seletivamente, incluindo dados associados, em um dispositivo específico. Assim, as informações corporativas podem ser protegidas sem a necessidade de limpar completamente um dispositivo.

Esse tipo de medida começou a se tornar popular a partir da iniciativa de BYOD (Bring Your Own Device – Traga o seu próprio dispositivo), no qual colaboradores utilizam os seus próprios dispositivos como força de trabalho.

MCM (Mobile Content Management)

Com o passar do tempo as empresas começaram a perceber que além de fazer o gerenciamento do próprio dispositivo, o mais importante era gerenciar os dados criados por eles, desta forma, o conteúdo passou a ter uma enorme importância na gestão de dispositivos.

O MCM de acordo com o Gartner possui quatro funções fundamentais: Segurança de conteúdo, acesso ao conteúdo, envio do conteúdo e proteção no nível do arquivo.

Com o gerenciamento de regras de acesso, políticas de proteção, chaves de criptografia, autenticação, restrições de cópia e exclusão de conteúdo, regras de compartilhamento e distribuição de arquivos, proteção contra perda de dados corporativos, gerenciamento de direitos digitais, são algumas das funcionalidades do MCM que seguem os padrões determinados pelo Gartner.

MIM (Mobile Identity Management)

O objetivo principal do MIM, é garantir que apenas os dispositivos e usuários confiáveis possam acessar dados e aplicativos corporativos.

Para isso, são utilizados certificados em nível de usuário e dispositivo, assinatura de códigos de aplicativos, autenticação e logon.

O MIM também consegue ajudar as organizações a rastrear métricas de aplicativos e dispositivos, ajudando a fornecer credenciais em nível de departamento para o uso aprovado de aplicativos corporativos.

Principais Funcionalidades do EMM

Para que uma solução seja considerada um EMM, deve atender alguns requisitos, como:

  • Assegurar que diversos equipamentos de usuários sejam configurados para um conjunto padrão de aplicativos, funções ou políticas corporativas;
  • Atualizar informações de equipamentos, aplicativos, funções ou políticas de maneira escalável;
  • Garantir que os usuários usem aplicativos de maneira consistente e suportável;
  • Garantir que o equipamento funcione de forma consistente;
  • Monitorar ou rastrear equipamentos (por exemplo, localização, status, propriedade, atividade);
  • Ser capaz de diagnosticar e solucionar problemas de forma eficiente remotamente.

Além destes requisitos básicos, as seguintes funcionalidades e configurações podem ser encontradas na maioria das soluções EMM:

  • Política pessoal: De acordo com o ambiente corporativo, altamente personalizável;
  • Política da plataforma de dispositivos: Políticas para gerenciamento avançado de dispositivos Android ou iOS;
  • Políticas / Regras de Conformidade: De acordo ao estado do dispositivo (Exemplo: Se A, aplicar política B, se B, aplicar política C).
  • Configuração de VPN;
  • Catálogo de Aplicativos;
  • Configurações pré-definidas de Wi-Fi e Hotspot;
  • Detecção de Jailbreak (IOS) e Root (Android);
  • Limpeza remota de dados corporativos;
  • Limpeza remota de todo o dispositivo;
  • Bloqueio remoto do dispositivo;
  • Mensagens remotas;
  • Desativar aplicativos nativos no dispositivo (Exemplo: Telefone, Câmera etc.);
  • Modo quiosque: Limitar a utilização do dispositivo a um ou alguns aplicativos;

Outras funcionalidades têm crescido devido a novas demandas de gestão, como:

  • Time Fencing: Controle de disponibilidade de aplicativos por horário. Exemplo: Um conjunto de aplicativos fica disponível de segunda a sexta, das 8 horas às 18 horas. Fora deste intervalo, os aplicativos ficam indisponíveis no dispositivo, por exemplo, no fim de semana. Muito útil para evitar problemas com leis trabalhistas.
  • Controle Remoto do Dispositivo: Acesso e controle do dispositivo para configuração e troubleshooting.

Conheça o Navita EMM

Com mais de 16 anos no mercado, sendo a empresa líder na América Latina em gestão de mobilidade corporativa, custos de TI e telecom, com seu know-how adquirido ao longo dos anos, a Navita enxergou a necessidade de criar a sua própria solução de MDM.

Em 2019 foi lançado o Navita EMM, uma plataforma simples e fácil, idealizada para atender projetos de baixa e média complexidade, democratizando a gestão de dispositivos móveis no Brasil.

O Navita EMM é focado em sua simplicidade e apresenta as principais funcionalidades que a maioria das empresas necessitam para gerenciar os seus dispositivos. Além de uma interface intuitiva e de fácil compreensão, a sua implantação pode ser feita rapidamente, em poucos passos o seu ambiente estará configurado e funcionando.

O Navita EMM conta com excelente custo benefício, fácil implantação, administração, e dispõe do suporte de especialistas em gestão de dispositivos móveis, o que posiciona a plataforma como uma das principais do mercado.

Principais funcionalidades do Navita EMM

  • Gerenciamento de dispositivos iOS e Android;
  • Administração simplificada;
  • Informações de inventário de dispositivos;
  • Configurações automatizadas;
  • Instalação e atualizações de aplicativos feita remotamente;
  • Administração por grupos;
  • Controle de funcionalidades e restrições;
  • Modo quiosque: Restrição de dispositivo, limitando-os a uma única finalidade;
  • Envio de configurações;
  • Definição de políticas de senha;
  • Inventário de aplicativos corporativos instalados;
  • Informações de geolocalização (Rastreamento de Dispositivos);
  • Segurança da informação, através de políticas, controles e segregação de conteúdo;
  • Time Fencing (Controle por horário): Disponibilização de aplicativos por horários pré-determinados.

Acesse o site e saiba mais informações sobre a plataforma: https://navitaemm.com.br/

Agora você já sabe quais são as melhores ferramentas de Bloqueio de Aplicativos para dispositivos móveis pessoais, que podem ajudar a melhorar a sua segurança, privacidade e produtividade. E, quais são as melhores para fazer download para seu celular.

Também, conheceu o MDM (Gerenciamento de Dispositivos Móveis) e sua evolução o EMM (Gerenciamento de Mobilidade Corporativa). Soluções completas para o gerenciamento de dispositivos móveis corporativos.

Não deixe de conferir nossos outros materiais sobre mobilidade e tecnologia:

Adicionar comentário