Quer saber como funciona o gerenciamento de dispositivos móveis?

O gerenciamento de dispositivos móveis e o compartilhamento de informações em nuvem já fazem parte da rotina da maioria das empresas que adotam as soluções digitais na agilidade com que elas são geradas.

Acontece que a simples implementação tecnológica não garante, em si, a produtividade, a otimização dos processos e a lucratividade. Por isso, quando o assunto é mobilidade digital, o gerenciamento de dispositivos móveis torna-se uma prática essencial.

Entenda agora as soluções para o gerenciamento de dispositivos móveis e saiba como implementá-lo na sua empresa.

O que é o gerenciamento de dispositivos móveis e qual a sua importância?

O gerenciamento é a centralização, o monitoramento, a avaliação e a proteção de informações sobre o uso de dispositivos móveis pelos funcionários da empresa de modo remoto.

Trata-se, essencialmente, de um sistema de captação de informações necessárias sobre o uso dos aparelhos móveis (smartphones, tablets, desktops etc.) nos processos produtivos para prevenir problemas e eventuais barreiras na continuidade dos negócios.

Sem informações, como sobre os aplicativos em funcionamento, suas atualizações, os usos dos funcionários e dos dados e os sistemas operacionais utilizados, fica mais difícil para a empresa identificar e solucionar problemas de manejo ou funcionamento de aparelhos e aplicações.

Dessa forma, o gerenciamento é o acompanhamento dos usos dos dispositivos móveis e das informações compartilhadas com o intuito de avaliar a produtividade e o roteiro de trabalho dos funcionários e medir resultados de modo a tornar os processos mais orgânicos e integrados.

Além disso, em um contexto de expansão da prática BYOD (traga seu próprio dispositivo, em tradução do original em inglês), a gestão promove segurança para a empresa e para os funcionários, o que é essencial em um cenário de compartilhamento de dados na nuvem.

Como funciona esse gerenciamento?

É importante considerar que a gestão começa já na implementação dos dispositivos e dos sistemas de gerenciamento. Nesse contexto, uma das primeiras avaliações que o gestor deve fazer é refletir sobre duas variáveis: quais informações o sistema gerencial oferecerá e quais informações ele realmente precisa para otimizar os negócios.

Identificar uma solução compatível com as necessidades evita maiores complexidades, custos mais altos e não cruza uma linha tênue em que o uso dos dispositivos pelos funcionários pode ficar burocrático demais ou mesmo invasivo.

É importante não perder de vista que a gestão vai muito além do monitoramento dos aparelhos. É sobre as informações corretas para o tipo de serviço e objetivo dos processos.

Uma vez identificadas as necessidades do gerenciamento, as práticas de gerenciamento podem incluir, em níveis variados, o que segue.

Instalação de aparelhos e aplicativos

Configurar os dispositivos e aplicativos necessários, cadastrando e-mails dos funcionários, gerando certificados de segurança e fazendo manutenções de antivírus.

Sincronização de dados

O sistema deve tornar o compartilhamento de dados dos dispositivos com centrais internas da empresa de forma orgânica e sistematizada. Esses dados podem incluir até mesmo coordenadas de GPS e conteúdos acessados.

Mecanismos de segurança

É importante avaliar a necessidade de criptografar o aparelho ou dados específicos, ou mesmo limitar o acesso a determinadas plataformas, aplicativos e configurações básicas do dispositivo.

Gerenciamento de dados

Capacidade de limpeza de dados da empresa em dispositivos de forma remota. A dificuldade, aqui, é garantir essa limpeza sem alterar os dados do funcionário quando este está utilizando seu próprio dispositivo, o que garante segurança e privacidade ao mesmo tempo.

É possível, também, evitar até que dados sejam copiados e enviados de determinado dispositivo.

Restrição de conteúdo

Limitação ou liberação de conteúdos acessados pelos dispositivos, como determinados websites, redes sociais, aplicações, vídeos, downloads e aquisição de novos aplicativos por motivos de segurança ou otimização do tempo de serviço e do aparelho (geralmente indicado para dispositivos de propriedade da empresa).

Lembre-se de que o objetivo do gerenciamento é obter informações precisas sobre o uso dos dispositivos, de forma inclusive gráfica e didática, para acompanhamento dos processos, facilitando que o gestor solucione problemas, crie alternativas promissoras e avalie o posicionamento da empresa diante do mercado e de seus resultados.

Como o gerenciamento de dispositivos móveis pode ser aplicado nas empresas?

Como você viu, a chave para a solução de gerenciamento depende muito das características da empresa, da natureza dos seus problemas e do perfil dos usuários dos dispositivos. Para implementar a gestão de modo mais eficaz, é importante estar atento a algumas questões.

A primeira delas é a preparação do setor de TI e sua qualificação para executar as ações direcionadas pela gestão, como monitoramento e controle. O sistema deve também ser compatível e atualizado de acordo com os diferentes dispositivos e provedores utilizados.

Outro passo na implementação é a constituição do inventário, identificando quem utiliza o que e com qual finalidade. Quem são os funcionários, em campo e no gerenciamento interno, que têm quais dispositivos e acesso a quais informações são dados centrais para fazer o inventário que será usado no gerenciamento.

Esse mapeamento pode gerar uma organização de diferentes perfis de usuários e dispositivos da mesma empresa que demandam níveis de gerenciamento distintos. Assim, o sistema consegue criar especificidades de acessos, sincronização, suporte e segurança de acordo com os usos e as necessidades dos colaboradores.

Aliás, uma etapa fundamental da aplicação do gerenciamento é a conscientização e educação dos colaboradores sobre os processos de segurança e monitoramento do uso dos dispositivos. Eles precisam entender os processos como parte de uma cultura da otimização e da segurança da empresa.

Por fim, cabe destacar que, quando o assunto é dispositivos móveis, as tecnologias estão em constante transformação. Por isso, o sistema de gestão deve oferecer as possibilidades de acompanhar as atualizações do setor para garantir que a empresa se mantenha moderna e competitiva.

Ao escolher um sistema de gestão, leve em consideração os pontos que apresentamos até aqui, fazendo um balanço fiel das necessidades da sua empresa e optando por serviços de solução com credibilidade e expertise no mercado.

Valorize sistemas e soluções que ofereçam um suporte mais holístico para sua empresa, e não só a simples instalação de software de gestão. Isso faz com que as práticas de gerenciamento de dispositivos móveis sejam de fato soluções, de forma mais homogênea, e não mais complicações para a produtividade e lucratividade do seu negócio.

Para saber mais sobre gestão de dispositivos móveis, acesse nosso guia completo e exclusivo de telefonia corporativa.

Adicionar comentário